Gadget

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

quarta-feira, 16 de setembro de 2009

LUIZ FERREIRA GOMES

HISTÓRIA DE ROSARIO DO CATETE- SERGIPE
LUIZ FERREIRA GOMES
O GUARDIÃO DA HISTÓRIA DE ROSARIO DO CATETE


*Adailton dos Santos Andrade

Nasceu a 19 de fevereiro de 1927 no sitio Cruz do Evaristo, município de Rosário do Catete – Sergipe, Filho de Elias Gomes da Graça e Laura Ferreira Gomes. Apreendeu as primeiras letras com a professora particular, Maria Alves de Souza, vulgo “Menininha” na Cruz do Evaristo, depois matriculou-se no grupo escolar Senador Leandro Maciel, no primeiro ano, tendo como professora D. Clara Medeiros, como também com a professora D. Zulmira Cardoso da Silva Teles, as três series seguintes 2ª,3ª,4ª series primarias. A professora Zulmira Cardoso da Silva Teles, eximia educadora e de largos conhecimentos literários, ele lembra com saudosismo e alegria que o pouco que sabe hoje deve a ela, No ano de 1946, concluiu o curso primário com a professora Maria Lucia Andrade, infelizmente por faltas de recursos dos seus pais, não prosseguiu seus estudos, pois em Rosário do Catete ainda não tinha ginásio.


(Banda de música feminina regida por Luiz Ferreira Gomes)
Com apenas 13 anos e seis meses foi trabalhar no comercio na casa primavera de Antonio Soares Freire, fundada em 1906, onde hoje funciona o comete eleitoral de Laércio Passos, a primeiro de agosto de 1940, trabalhando até 31 de maio de 1951, quando saiu espontaneamente. No mesmo ano, a 16 de agosto ingressou nos Correios na função de estagiário sendo posteriormente classificado na função de carteiro, junção esta que teve pouco tempo de atividade, logo foi chamado para assumir a direção dos Correios , respondendo pela Agencia Postal Telefônica da sua cidade. Em 1963 foi transferido para a cidade de Salgado, onde permaneceu apenas 10 meses, retornando á Agência de origem em agosto de 1964.

Em 5 de abril de 1959, casou com Dona Clicier Medrado Gomes, de cuja união conjugal lhe dera quatro filhos: Luiz Carlos, Márcia, Natercia e Elias Gomes da Graça Neto, nome que os pais deram em homenagem ao avó Elias Gomes da Graça.
Apesar de sua restrita condições financeira, era desejo de formar todos os filhos, teve a alegria de ver formadas Natercia em Serviço Social pela Universidade Federal de Sergipe e Márcia em enfermagem pela mesma universidade, os outros dois filhos, Luiz Carlos e Elias, no momento não quiseram continuar os estudos, Luiz Carlos tem como profissão a arte de mecânico e o Elias tem como profissão a operação de maquinas pesadas.





(Luiz Ferreira Gomes, o interlocutor das Memórias de Rosario do Catete)


Antes do Casamento foi agraciada com o nascimento da sua primeira filha Maria Laura Santana, cuja genitora já é falecida.
Em 31 de dezembro de 1978, foi trabalhar no ministério do Trabalho, assumindo em 2 de janeiro de 1979 no posto regional do trabalho na cidade de Maruim, classificado na função de identificador Datiloscópico, Luiz conta ainda que foi prejudicado pela direção dos Correios por não fazer chegar em suas mãos um documento de opção, que lhe dava direito em caso de redistribuição para outro órgão federal, a classificação de agente administrativo, função esta correspondente em nível de função e vencimentos de Carteiro.



No dia 2 de janeiro de 1980, já completado 35 anos de serviços prestados a nação, requereu sua aposentadoria, em 23 de março do mesmo ano o ministro do trabalho Almir Pazzianotto assinava o decreto de sua aposentadoria.
Já na condição de aposentado foi trabalhar como secretario da prefeitura municipal de sua cidade na gestão de Martinho Xavier contribuindo na administração do seu sucessor João Diniz de Rezende, foi na administração de João Diniz que Sr. Luiz solicitou sua ida para o arquivo setor este que trabalhava com muito zelo e amor.
Em 1991 foi criada uma nova banda de música, já que Rosário sempre teve tradição de boas bandas de músicas, agora na administração de Laércio Passos, foi criada uma banda que leva o nome de “Luiz Ferreira Gomes” uma justa homenagem a este hoje que tanto faz até hoje pela cultura de Rosário.




(foto: acervo Canidé Dantas)


Na década de 1940, chega em Rosário o professor de musica Ceciliano Avelino da Cruz para fundar a banda de musica “União Rosarense” junção das duas outras bandas,isso é com os instrumentos destas duas bandas. A banda “Coração de Maria" e a “Santa Cecília” e foi com esta que o Sr. Luiz ferreira Gomes teve as primeiras lições de música, solfejos, teoria musical, nisso o maestro deixou a direção da banda de musica e retornou a Aracaju, com isso o Sr. Luiz aprendia a escala de saxofone com o Sr. Antonio Garcia. Mas tarde Sr. Luis passa a regência desta banda que era composta só de mulheres, sendo assim a 1ª banda de musica feminina do estado de Sergipe
Durante os anos de 1969 a 1989 trabalhou como secretario do Hospital de Caridade Nossa senhora de Assunção, também este a frente da Associação de Proteção à Infância e a velhice por alguns anos.




(foto: acervo Canidé Dantas)


Em entrevista com Sr. Luiz Ferreira Gomes, ele me diz que hoje a maior satisfação é ser um eterno apaixonado e enamorado pela musica, e sempre agradece a Deus por ter co-participado da fundação da atual banda de música que leva seu nome como patrono e ter resgatado a tradição musical na posição dos "Senhor dos Passos" com o canto do “Etrecordatus” e outra foi consegui a gravação da Fantasia “A Voz do Coração” um dos maiores músicos que Sergipe já teve, filho de Rosário do Catete. O que mais chama atenção no histórico deste homem, são as suas lembranças, suas memórias que até hoje guarda as tradições da sua cidade. Luiz é hoje o maior memorialista da região da Contenguiba, todos os anos se formam historiadores na cidade, mas quem quer saber qualquer informação sobre Rosário, corre para ouvir o que Sr. Luiz tem a dizer, reconhecemos sua fonte de saber, suas informações precisas, que de modo simples humilde, de uma modéstia sem comparação se acha um analfabeto...Nós nos redemos aos seus conhecimentos, a historia se constrói de memórias, de lembranças, registros que recorremos a eles memorialistas que passar para a escrita o que ainda guarda nas suas lembranças.Luiz ferreira Gomes, hoje em vida, é o maior conhecedor da história da região da Contenguiba, o guardião mó da historia de Rosário do Catete. Foi responsável pela organização do arquivo, revitalização das tradições de banda de música, e eterno guardião da história da Cruz do Evaristo. Fica aqui revelada minha fonte de informação, Luiz Ferreira Gomes.
____________________________________________________________
SOBRE O AUTOR
*Adailton dos Santos Andrade é Licenciado em História, Pós Graduando em Ensino de História, Sócio Efetivo do IHGSE, Faz parte dos grupos de Estudo e Pesquisa da UFS: Estudo do Tempo Presente (UFS). /Grupo de Estudos e Pesquisas em História das Mulheres (UFS/CNPq) Adailton.andrade@bol.com.br – adailton_andrade@hotmail.com