Gadget

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

quinta-feira, 24 de dezembro de 2009

HISTÓRIA POLÍTICA DE ROSÁRIO DO CATETE



ALOÍSIO DANTAS DE MENDONÇA


PREFEITO DE ROSÁRIO DO CATETE NO
PERÍODO DE 1964 A 1967


Adailton Andrade



Nasceu no dia 1º de abril de 1916 no engenho Ilha, município de Rosário do Catete-Sergipe. Filho de Abílio Curvelo de Mendonça e dona Josefina Gomes Dantas, seus avós paternos foram Mathias Curvelo de Mendonça e dona Ermida Joaquina da Silva Mendonça (proprietários do engenho Ilha); seus avós maternos Manoel Gomes Dantas e dona Josefa Cecília Gomes Dantas (proprietários do engenho Aruarí município de Santo Amaro das Brotas).


Fez o curso primário com a professora Dalva Bonfim Campos em Rosário do Catete. Logo cedo se dedicou ao comércio permanecendo neste ramo por 43 anos consecutivos, aposentando-se pelo sistema previdenciário do INSS.
Do lado paterno quase toda a família (o avó, pai, primos, tios) teve ingresso na vida política. Aloísio Dantas nunca demonstrou interesse pela política, porém como não se foge do destino e tradições familiares e para não causar ressentimentos a um grande amigo, o Sr. Herberto Vieira de Melo, aceitou o convite para ser candidato a vereador do seu município. Obteve nas urnas uma grande expressão de votos, 287 votos sendo o mais votado de todos os candidatos naquela eleição sem pedir nas ruas um voto, para aquela época.
Foi Presidente da Câmara dos vereadores de Rosário do Catete de 1963 a 1964, quando apurado as investigações nas contas da prefeitura na gestão do Sr. Osório Vieira de Melo algumas irregularidades foram encontradas, com isso o prefeito foi deposto. Deste modo, o presidente da comissão apuradora capitão Rosalvo Machado juntamente com o Promotor de Justiça Dr. José Dias, faz o convite para que ele assuma a Prefeitura Municipal, período que o Brasil estava passando pelo “Golpe de 1964”.
Apesar das dificuldades financeiras da prefeitura Aloísio Dantas fez grandes realizações. Em apenas dois anos e meio fez a quitação do débito de 28 anos com o INSS permitindo os funcionários usufruir da aposentadoria e outros benefícios; construiu o Cine Teatro que leva o nome do seu pai em homenagem “Abílio Curvelo de Mendonça” dando incentivos aos jovens para desenvolver as suas habilidades artísticas; fez a mudança de todos os postes de luz que antes eram de madeira pelos de cimento em toda a cidade; restaurou e ampliou o cemitério da cidade no povoado Marcação, hoje município de General Maynard; colocou luz elétrica ampliando a quantidade de transformadores; reformou a escola Máximo Maciel; fez a restauração do mercado e do talho de carne e melhorou as estradas principais do município. Disse com alegria que lembrava e sentia mais orgulhoso das melhorias que fez nas casas das pessoas pobres e carentes e da construção de pontes o que tornou a vida dos seus munícipes cada vez melhor.
Ao entregar a prefeitura ao seu sucessor José Augusto Cabral Melo deixou nos cofres públicos uma quantia de 10.000,00 (dez mil) cruzeiros depositada no Banco do Brasil e no Banco Dantas Freire em Aracaju.
Aloísio Dantas, que guarda na memória a historia dos grandes homens do passado histórico de Rosário do Catete, é um exemplo de honestidade a ser seguido pelos administradores, pois mesmo com toda a dificuldade soube com maestria conduzir seu município para os dias de hoje.



atual residência do Sr. Aloísio Dantas andar superior do sobrado

Em conversas com seu Aloísio ele lembra a situação do país, a situação do seu estado; os discursos eloqüentes de Seixas Dória; das eleições de 1960 onde seu conterrâneo Leandro Maciel (liderança udenista) que tinha governado o Estado teve seu nome indicado para companheiro de chapa de Jânio Quadros como candidato a vice presidente da República; de Aracaju recebendo caravanas de políticos da UDN. Relembra do seu primo Augusto Maynard Gomes um homem voltado para a Revolução; conta sobre a gestão de outro conterrâneo Luís Garcia que construiu a rodoviária (conhecida hoje como rodoviária velha) no centro da cidade; também criou o IPES; Banco do estado de Sergipe ajudou a implantar em Sergipe A UFS, traz para Sergipe a Petrobras , etc...
Com seus 93 anos vive nas lembranças dos bons tempos e dos tumultuados também. Não sai de casa, mas lê os jornais, escuta os noticiários mostra-se um homem bem informado com uma lucidez de fazer inveja a qualquer jovem.
Mais um personagem da História do seu município que ajudou a construir e educar seu povo. Um filho ilustre que traz nas veias o sangue da política.


_______________________
dados do Autor:
* Licenciado em História , Pós Graduado em Ensino Superior em Historia , membro do Instituto Histórico e Geográfico de Sergipe, membro dos Grupos de Estudo e Pesquisa da UFS: Estudo do Tempo Presente / UFS. Grupo de Estudos e Pesquisas em História das Mulheres (UFS / CNPq).
E-mail: adailton.andrade@bol.com.br.




7 comentários:

  1. é muito bom saber sobre os politico de nossa cidade

    ResponderExcluir
  2. eu gostasria de saber mais sobre Rosario so Catete.
    Sou descendente da familia do Barão de Maruim.Somos da família Serra e vivemos no Rio de Janeiro.

    ResponderExcluir
  3. Rosario, que maravilha de Historia!porque os atuais governantes nao se exempla, e faça uma condiçoes de vida melhor para nosso povo, sobretudo sou da familia andrade.

    ResponderExcluir
  4. quero saber qual foi o primeiro prefeito de rosário do catete?

    ResponderExcluir
  5. Meu nome é Josineide Cooper dos Santos e estou a procura da familia do meu pai (familia bonfin). O nome dele é antonio bonfin dos santos filho de francisco bonfin dos santos e ambrosian (ja falecida na epoca)
    Ele sai de rosário do catete mais ou menos no ano de 1973 para a cidade de sao paulo. Hoje mora em Fruta- minas gerais. eu moro no pará.
    Por favor, alguem que tenha informaçao me mande um email para o seguinte endereço: cleidmarsantiag@hotmail.com
    ficarei muito agradecida

    ResponderExcluir
  6. OLA!!! Sou Isabel Cristina e sou neta de Aloisio Dantas, minha mae era filha dele, mas ele nunca a registrou. Fui na casa dele ano passado(Junho de 2012, mas nao pude conhece-lo pois a cuidadora nao deixou. Que pena!!!

    ResponderExcluir
  7. Hoje é aniversario do Aloisio, nem sei se ele esta vivo - 98 anos. Isabel

    ResponderExcluir