Gadget

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

sábado, 21 de novembro de 2009

REVOLUÇÃO DE 1930, EM MINAS GERAIS, REDUTO DE LUTA E RESISTÊNCIA


PASSAGEM DA FORÇA REVOLUCIONARIA EM MINAS, ONDE A BRAVURA DE AUGUSTO MAYNARD GOMES DEIXOU GRAVADA PARA SEMPRE O NOME DE SERGIPE NA REVOLUÇÃO





* Adailton Andrade

A missão de Minas Gerais, dentro do plano global, se restringia ao próprio Estado e os Estados limítrofes. Como o governador Olegário Maciel era já um ancião de 75 anos de idade, essa condição transmitia ao presidente Washington Luís um sentimento de tranqüilidade, todavia, nos bastidores, a conspiração prosseguia intensa. Ao cair da tarde de 3 de outubro, iniciou-se o levante, com a prisão do comandante interino da guarnição federal, que era o tenente-coronel José Joaquim de Andrada, mas a rendição das tropas não se fez senão depois de uma resistência que durou vários dias e ocasionou inúmeras baixas de ambos os lados.



Inserido nas articulações conspiratórias, as vésperas da revolução, Maynard Gomes fugiu de sua prisão do Rio de janeiro, camuflado de garimpeiro e com alguns companheiros se dirigiu para Belo Horizonte, na capital mineira, ao lado de outros revolucionários, recebeu as ultimas ordens para indo em seguida para Juiz de Fora afim de cumprir sua missão.Segundo Aurino Moraes, “a luta em Minas se dividiu em duas fases: uma, enquanto durou a resistência do 12º R.I e a outra em que se combateram as diversas unidades aquarteladas no estado.


E, conforme o mesmo autor, entre as diversas unidades, a que ofereceu maior resistência foi o 10º RI de Juiz de Fora que foi combatido arduamente só sendo dominado a 23 de outubro, neste combate Maynard desenvolveu papel dos mais importantes , e se destacou no campo de batalha, como vencedor foi chamado em Sergipe de herói e muitas façanhas suas foram contadas e exaltadas por seus admiradores sergipanos.

Augusto Maynard Gomes após cumprir sua missão em Juiz de Fora chegou de repente de avião a Aracaju em 8 de outubro de 1930, ao lado de Juarez Távora , líder revolucionário , por sua vez conferenciou ao general José Calazans , que já falava em renuncia , e viajou. No dia 17 de novembro do mesmo ano, o Governador Provisório de Sergipe alegava motivos de saúde, e passou o cargo ao coronel Augusto Maynard Gomes, em cerimônia relativamente simples, no palácio Olimpio Campos, como governador provisório Maynard fala a impressa sergipana e afirmou :

“Farei tudo para que o voto seja livre e as eleições de fato isentas de fraude”Pouco depois, ou seja, no dia 19 de dezembro de 1930, deixa de ser governador provisório ao assumir o cargo de Interventor Federal de Sergipe, enquanto isso, Joao Soarino de Melo exercia o comando do 28ºBC durante algum tempo e Euripedes Esteves de lima, que estava em Salvador, chega mais tarde a Sergipe para assumir a chefia de policia de 1931 a 1934.
QUER SABER MAIS ?
ENTRE EM CONTATO:
adailton.andrade@bol.com.br
______________
*  ADAILTON ANDRADE


Aracaju, Sergipe, Brazil

Adailton Andrade,Aluno especial no Mestrado em Sociologia na UFS, Licenciado em História. Pós Graduado em Ensino de História. Sócio efetivo do INSTITUTO HISTÓRICO E GEOGRÁFICO DE SERGIPE (IHGSE) ,Faz parte dos Grupos de Estudo e Pesquisa da UFS: Estudo do Tempo Presente / UFS. Grupo de Estudos e Pesquisas em História das Mulheres (UFS / CNPq )Professor de História,Filosofia, Sociedade e Cultura Sergipana da rede particular de ensino. Contato : adailton.andrade@bol.com.br adailton_andrade@hotmail.com



Um comentário:

  1. Prabéns pelo belo trabalho Eminente Historiador !!
    Estou pesquisando sobre este movimento aqui em Juiz de Fora e não consigo fontes que relatam tão bem o acontecimento e seu artigo me consedeu novos horizontes novas perspectivas... Obrigado mais uma vez por sua contribuição..
    Adalberto Mattos Acadêmico de História da UFJF

    ResponderExcluir