Gadget

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

domingo, 12 de junho de 2011

PROVAS E QUESTÕES SOBRE A HISTÓRIA DE DIVINA PASTORA

 AGORA !
 2ª PARTE DA HISTÓRIA DE DIVINA PASTORA COMO TAMBÉM 20 QUESTÕES  COM GABARITO SOBRE A HISTÓRIA DE DIVINA PASTORA. 10/06/2011


AS QUESTÕES ESTÃO NO "LEIA MAIS", EM ANEXO. CONFIRA....
Veja o texto Completo




QUESTÕES SOBRE A HISTÓRIA DE DIVINA PASTORA

1. Segundo os historiadores do Livro Historia dos municípios do jornal Cinform, ano se registra uma maior aproximação com a referência mais provável sobre a história da fundação de Divina Pastora?

a. 1700

b. 1587

c. 1831

d. 1836

e. 1590

2. Que fato tornou-se a referência mais antiga sobre a história de Divina Pastora?

a. Nasceu de um dos 400 currais de gado existentes em Sergipe na época da invasão holandesa e a plantação de cana-de-açúcar, que mantinha a pecuária e prevalecia na povoação.

b. A primeira tentativa de conquista de Sergipe por Luiz de Brito, Governador da Bahia;

c. A descoberta pelos negros da imagem de uma santa nas matas da região;

d. Poucos os engenhos, que alavancaram a economia local e asseguravam emprego para os moradores, e até hoje é a maior fonte de renda da população local.

e. A candidatura do vigário Manoel Carneiro de Sá ao cargo de Governador do Estado de Sergipe.

3. Qual o nome da povoação dado inicialmente ao município de Divina Pastora, quando começou a se formar, no inicio de sua ocupação ?

a. engenho de baixo

b. Japaratuba

c. ladeira

d. Siriri

e. Pacatuba

4. Em 31 de maio de 1833, através de uma lei provincial, a povoação passou à categoria de distrito administrativo. Três anos depois, foi desmembrada de Maruim, passando a se chamar:

a. Nossa senhora de Divina Pastora

b. Divina Pastora

c. Ladeira de Divina Pastora

d. Vila de Divina Pastora

e. Engenho de Divina Pastora

5. Em que data o município passou à categoria de cidade, sendo emancipada politicamente de Maruim.

a. 15 de dezembro de 1935

b. 23 de março de 1940

c. 18 de janeiro de 1938

d. 15 de dezembro de 1938

e. 25 de março de 1933
6. A peregrinação realizada anualmente no 3º domingo de outubro comprova a força de qual religião na cidade de Divina Pastora?

b. Espirita

c. Luterana

d. Católica Romana

e. Protestante

7. Os divina-pastorenses possuem dois padroeiros: comemorada no 2º domingo de novembro - paróquia existe desde 1700; e sempre se comemora sua festa, a última realizada foi dia 11 de fevereiro.

a. São Benedito e Nossa Senhora de Divina Pastora.

b. Nossa Senhora de Divina Pastora e São João.

c. São Pedro e São João.

d. Nossa Senhora de Divina Pastora e Santo Antonio.

e. São Benedito e São João.

8. A já tradicional romaria, criada no dia 17 de outubro de 1971 tomou amplitude com o padre Raimundo Cruz, pároco da cidade durante cerca de 12 anos. Quem criou esta romaria?

a. Dom Luciano Cabral Duarte

b. Dom Afonso de Oliveira

c. Padre Raimundo Cruz,

d. João das Virgens

e. Padre Pedro Ferreira dos Santos

9. Outra atividade religiosa é também um grande reforço para o turismo religioso. Fundada pelo Irmão Walter, é um local escolhido pelos grupos religiosos para retiros espirituais. Ela fica localizada num local elevado, e oferece aos visitantes uma paisagem belíssima. Como era chamada esta atividade ?

a. As cruzadas de Divina Pastora

b. A Betânia do São Francisco de Assis

c. “Nova Jerusalém do São Francisco

d. Peregrinação de Divina Pastora

e. festa dos santos em Divina Pastora

10. Na cidade, várias artesãs bordam o rendendê, ponto cruz e outras. Dentre elas, uma é originada na Europa nos tempos medievais e trazida para Sergipe pelas missionárias europeias, tem dona Alzira como uma das responsáveis pela resistência dessa tradição. Estamos falando de que bordado?

a. Renda portuguesa

b. Bordado a mão

c. Renda irlandesa

d. Renda da Europa

e. Ponto de cruz irlandesa

11. No artesanato, destaca-se também ‘seu Neca’, entalhador de peças em madeira, com detalhes surpreendentes. Sua peças variam entre:

a. Imagens sacras de Divina Pastora

b. brinquedos infantis e objetos decorativos.

c. Santos de barro de Divina Pastora

d. imagens de madeiras de Santos de Divina Pastora

e. objetos de pescar no rio São Francisco

12. O fato mais marcante na política de Divina Pastora foi o afastamento por improbidade administrativa da prefeita do partido PPS. Ela foi cassada pela Justiça no dia 28 de setembro de 1999, acusada de corrupção e vários desmandos administrativos. Chegou a atrasar seis meses de salários dos servidores do município.de quem estamos falando ?

a. Maria Acácia da Costa

b. Acácia Maria Costa

c. Acácia Mendonça Prado

d. Amélia Maria Costa

e. Antônia da Costa Maria
13. O ex-vereador Jeová de Oliveira Santos (seu Vavá), 71 anos, que nasceu e se criou em Divina Pastora, lembra que o político que arrumou a cidade foi José do Prado Barreto, prefeito durante três gestões. “Aqui era tudo mato. Foi ele quem tirou a cidade da lama, e botou água e luz. O que ele também fez que era cobiçado.

a. Um parque de diversão

b. Um rodeio

c. Um clube recreativo

d. Um espaço de vaquejada

e. Um forrodromo

14. A 22 de dezembro de 1864 nascia Fausto de Aguiar Cardoso em um engenho em Divina Pastora. Filho do Tenente-Coronel Félix Zeferino Cardoso e D. Maria do Patrocínio de Aguiar Cardoso. Em que engenho ele nasceu?

a. Engenho do mato

b. Engenho Santo Antonio

c. Engenho São Félix

d. Engenho de Divina Pastora

e. Engenho curral

15. Fausto teve seu primeiro contato com os estudos ainda em sua terra natal, na escola do Padre Antônio. Destacando-se como irrequieto e inteligente, continua seus estudos em Maruim, Capela e no Ateneu Sergipense em Aracaju. Termina o curso secundário, mas tarde se forma em que área?

a. Padre

b. Professor

c. Engenharia

d. Medicina

e. Advogado

16. Em Laranjeiras Fausto Cardoso colaborou com o jornal, e foi orador oficial do Clube Democrático de própria cidade, demonstrando sua vocação para a política. Em maio de 1890, Fausto transfere-se para o Rio de Janeiro, então capital federal. Como se chamava o jornal que ele era colaborador?

a. Folha de laranjeiras

b. O Republicano

c. Diário do vale

d. Jornal da republica

e. O informador

17. Filhos ilustres de Divina Pastora:

a. Antônio Leonardo da Silveira Dantas, Almeida lima de Oliveira, Fausto Cardoso, Agenor Costa, Marcelo Vilas Boas, Carlos Alberto Mendonça

b. Antônio Leonardo da Silveira Dantas, Alexandre de Oliveira, Fausto dos Santos, Agenor Costa, Marcelo Vilas Boas, Carlos Alberto Mendonça

c. Antônio Leonardo da Silveira Dantas, Alexandre de Oliveira, Fausto Cardoso, Agenor Costa, Marcelo Vilas Boas, Carlos Alberto Mendonça

d. Antônio Leonardo da Silveira Dantas, Alexandre de Oliveira, Fausto Cardoso, Marcos Costa, Marcelo Vilas Boas, Carlos Alberto Mendonça

e. Antônio Leonardo da Silveira Dantas, Alexandre de Oliveira, Fausto Cardoso, Agenor Costa, Marcos Vilas Boas, Alberto Mendonça de Sá

18. A principal atividade econômica de Divina Pastora é

a. Petróleo, pecuária, cana-de-açúcar, argila, artesanato, renda irlandesa, brinquedos e objetos decorativos em madeira b. Petróleo, coco da Bahia , cana-de-açúcar, argila, artesanato, renda francesa, e objetos decorativos em madeira

c. Petróleo, pecuária, cana-de-açúcar, argila, artesanato, renda irlandesa, brinquedos, potássio

d. Petróleo, pecuária, cana-de-açúcar, argila, artesanato, renda irlandesa, brinquedos e objetos de metalurgia

e. Petróleo, pecuária, café, argila, artesanato, renda irlandesa, brinquedos e objetos decorativos em madeira.

19. Em que região Divina Pastora esta situada ?

a. Oeste de Sergipe

b. norte de Sergipe

c. sul de Sergipe

d. centro sul de Sergipe

e. centro oeste de Sergipe

20. Qual a distancia entre Divina pastora e a capital ??

a. 49 Km

b. 33 Km

c. 19 Km

d. 50 Km

e. 39 Km



BIBLIOGRAFIA:
História dos Municípios – Cinform;



GABARITO

  
01 A - 02 A  - 03 C - 04 D - 05 D - 06 D - 07 A - 08 A - 09 B - 10 C  - 11 B - 12 B - 13 A  14 C - 15 E- 16 B  17 C -  18 A - 19  A  -  20